top of page

Conheça um pouco mais sobre nossa estrutura, coordenadores e membros da APB!

GEM
gem_edited.png
micro-dosing-concept-dry-psilocybin-mushrooms-and-herbal-pills-on-ivory-background-psyched

GEM

Grupo de estudos de microdoses

O GEM (Grupo de Estudos de Microdoses) nasceu em 2019 da necessidade de elaborar uma compreensão do fenômeno da microdosagem, e que culminou no desenvolvimento de abordagem própria sobre a prática de exploração de doses baixas de psicodélicos, que é pautada numa experiência coletiva e que valoriza a autonomia dos usuários e a partilha das experiências como potência fundamental desta prática.

 

Nesse sentido, o GEM é um dispositivo para a quebra de um paradigma fetichista, comercial e individualista, do uso de psicodélicos em baixas doses. Tendo por base uma proposta de Gestão Autônoma de Psicodélicos, o GEM desenvolveu a abordagem psicodélica da microdosagem, que não se reduz a ter como referente da experiência apenas o fator farmacológico, e portanto, não se restringe à dimensão "micro" da dosimetria, expandindo a prática da "microdose" à exploração dos psicodélicos em baixas doses. Tal abordagem abriu a possibilidade de valorizar e explorar elementos extra farmacológicos que circundam as tecnologias psicodélicas.

 

O projeto acabou por constituir-se também como um modelo terapêutico de construção coletiva cumprindo um papel fundamental na estruturação de modelos de terapias integrativas de grupo, dentro da APB, oferecendo ferramentas, roteiros e protocolos, possibilitando acumular conhecimentos institucionais que podem desdobram-se em referencial teórico-político para a APB e para a comunidade psicodélica.

 Coordenadores  do GEM  

CEP
cep_edited.png

CEP

Centro de Estudos Psicodélicos

O Centro Estudos Psicodélicos (CEP) surgiu a partir da necessidade de organizar e operacionalizar as ações de formação política e educativas da APB e foi constituído como uma instância que se comunica com múltiplos eixos de ações da APB.

 

Temos como objetivo promover estudos e pesquisas, desenvolver tecnologias alternativas, produzir e divulgar informações e conhecimento técnico e científico que digam respeito às substâncias e técnicas psicodélicas a partir de uma perspectiva ampla relacionada às múltiplas modalidades de uso.

 

O CEP cumpre uma função estratégica na APB de se tornar um referencial teórico-político para os membros da associação e trabalha com os seguintes eixos:

 

  • Coordenação Pedagógica da APB: Centro de Referência Teórica-política e Organização da Biblioteca da APB;

 

  • Produção dos cursos APB: execução, administração e operacionalidade, bem como a Coordenação Pedagógica dos Cursos;

 

  • Coordenação dos grupos de estudos: com objetivo de fomentar, articular e coordenar os grupos de estudos internos da APB.

 Coordenadores  do GEP  

RD
rd.png

RD

Redução de Danos

O termo Redução de Danos (RD) tem sido usado para se referir a diversas iniciativas com foco na saúde de pessoas usuárias de substâncias psicoativas.

Os profissionais que se pautam pela redução de danos são aqueles que não impõem a abstinência como condição para que o usuário receba tratamento e acolhimento. Em geral, se pautam por uma ética do cuidado que leva em conta os direitos humanos e os direitos sociais das pessoas vulnerabilizadas.

No Brasil, segundo um mapeamento realizado em 2020, contamos hoje com 42 coletivos de redução de danos, dentre os quais, os coletivos Brisa, Cai Junto e CelebraTe, que fazem parte da APB.

 Coordenador  do RD  

Coletivo Brisa 

O coletivo Brisa inicia-se com as atuações da APB em contexto de festas, no Rio de Janeiro, no ano de 2015. Em 2017, o projeto ganhou marca própria, o seu nome e capacitação específicas para as atuações.

 

Atua em contexto de festas e eventos, como raves, festivais e no carnaval, com ações de redução de danos. 

Para saber mais:

  • e-mail Coletivo Brisa
  • Instagram Coletivo Brisa
  • Facebook Coletivo Brisa

Coletivo Cai Junto 

O Coletivo Cai Junto – Redução de Danos foi criado em 2017 como um desdobramento do estágio Eiras e Beiras, realizado pelos estudantes dos cursos de Psicologia e Medicina da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ).

A proposta surgiu da percepção da necessidade de intervir com ações de redução de danos (RD) em um contexto raramente alcançado pelas políticas públicas – as festas universitárias e não-universitárias – por meio de uma atuação junto aos organizadores e frequentadores.

 

Para saber mais:

  • Site Coletivo Cai Junto
  • Instagram Coletivo Cai Junto
  • Facebook Coletivo Cai Junto

Coletivo Celebrate

O Coletivo/Associação Multicultural CelebraTe Uma troca positiva de redução de riscos e danos (@CelebrateUTP), atua desde 2013 com a missão pela seguridade, liberdade de escolha e dos direitos humanos. 


Desenvolvem ações informativas, educativas, preventivas e de acolhimento em diversos contextos de eventos, com públicos que variam de 10 pessoas a 30 mil pessoas.

Para saber mais:

  • Site Coletivo Celebrate
  • Email Coletivo Celebrate
  • Instagram Coletivo Celebrate
Núcleos Regionais
nucleos_regionais.png

Núcleos Regionais

Com o início da pandemia, o núcleo/sede da APB no Rio de Janeiro passa a se expandir para outros Estados e regiões do Brasil, atendendo a uma demanda que já vinha recebendo a alguns anos.

A APB cresceu e, por isso, passou a se organizar em núcleos regionais:

  • Núcleo Nordeste

  • Núcleo Sudeste

  • Núcleo Sul

Conheça nossos Núcleos e as pessoas que coordenam essas iniciativas!

Núcleo Nordeste 

Surgiu em 2020 e iniciou sua atuação com bastante potência. A exemplo do evento online Nordeste Psicodélico: uma série de lives com palestras abordando temas relevantes para a cena psicodélica atual, disponível em nosso canal no Youtube.

 

Para além dessa atividade, o núcleo promove também espaços de experimentação coletiva a partir de um outro núcleo da APB, o Grupo de Estudos de Microdoses (GEM).

 

Coordenação: